Solidariedade da Sorte

          Foto: Matheus Caldas/Bahia Notícias

Um grupo de mototaxista que atua na capital baiana realizou, na tarde desta segunda-feira (16), um protesto contra as seguidas altas no valor da gasolina. Em Salvador, o preço médio por litro é de R$ 6. Os trabalhadores permanecem concentrados em frente ao Posto Shell da Avenida Tancredo Neves, onde bloquearam o acesso de consumidores. A manifestação provoca lentidão no trânsito da região.

Adilson Couto, presidente da Associação dos Motociclistas Profissionais da Bahia (Asmop), classificou como “absurda” a situação enfrentada pela categoria em função do aumento do combustível. “Não adianta o governo federal dizer que a gasolina é dólar, desde quando a gente ganha em real e temos perdido valores absurdos. Hoje estamos trabalhando praticamente para colocar no posto e gastar na padaria”, enfatiza.

O grupo promete mobilizar os 1.200 profissionais regulares registrados na capital para como forma de pressionar os donos de postos, para que façam chegar às distribuidoras o recado: “Esse absurdo não pode continuar. Gasolina a seis reais nós não vamos pagar”.

Desde 2016 a Petrobras adotou um modelo de cálculo denominado PPI para definir o preço dos combustíveis, buscando uma paridade com o mercado internacional. A política tem por base, além dos custos como frete de navios, custos internos de transporte e taxas portuárias, uma margem para remunerar riscos inerentes à operação, como, por exemplo, volatilidade da taxa de câmbio e dos preços sobre estadias em portos e lucro, além de tributos.
                                                         Foto: Matheus Caldas

Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

POLICLINICA SERRINHA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA