Solidariedade da Sorte


                      Por: Reprodução/Instagram Por: Redação BNews

Um cãozinho da raça bulldog francês morreu no bagageiro do ônibus da empresa Caburaí Transportes durante uma viagem entre Manaus, no Amazonas, e Boa Vista, em Roraima. Segundo Eliana Barbosa, dona do cachorro, a suspeita é de que o animal morreu por asfixia.

Ao G1, Eliana conta que veio à Boa Vista com o filho de 11 anos e o mascote, para visitar a mãe, que mora em Roraima. De acordo com ela, "Bastião" era broncocefálico (nariz achatado) e não podia viajar em locais quentes ou abafados. Ao comprar a passagem, ela conta que foi apresentado um 'espaço pet' climatizado, o que não ocorreu.

Ainda segunda, Eliana, a empresa pediu uma série de documentos que comprovassem a capacidade do animal de fazer o trajeto, como o atestado de um veterinário. Mas, ao chegar na rodoviária de Manaus, ela conta que, mesmo em mãos, esses dados não foram solicitados no guichê.

Cães branquicefálicos: Entenda as características desses animais que exigem cuidados diferenciados  

"A casinha era muito menor e muito apertada. No momento em que levaram ele ao ônibus, eu acompanhei. Quando abriram o compartimento, logo vi que aquele local não era climatizado. Estava quente e ele não ia conseguir viajar em um local assim. O motorista me disse que tinha um botão, que quando eles fechassem a porta, o climatizador seria ligado e que ele ia ficar bem. Eles garantiram isso", disse.

Ao desembarcar em Boa Vista, no entanto, Eliana e o filho encontraram Bastião morto no compartimento. Ela conta ainda que a empresa alegou que o animal tinha problemas de saúde anteriores à viagem.

O advogado Wagner Pinheiro Costa, que representa Eliana no caso, conta que uma ação de indenização por danos morais e materiais foi impetrada contra a empresa na Justiça. Ele diz que há provas de que o animal estava saudável e apto a viajar.

Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOV EDUCA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA