Solidariedade da Sorte


Marilza Medeiros da Conceição foi presa acusada de vender por R$ 200 a filha recém-nascida nesta terça-feira (27), no Rio de Janeiro. O valor foi parcelado em duas vezes e suspeita-se que seria utilizado para comprar drogas.

O juiz da 2ª Vara de São Pedro da Aldeia, Márcio da Costa Dantas, determinou em audiência no último dia 8 de junho que a compradora Elizângela da Silva Pacheco, 42 anos, preste serviços à comunidade durante seis meses e pague à ONG Patotinha da Aldeia três salários mínimos, o equivalente a R$ 3,300.

Marilza, que teve 10 filhos, é investigada pela suspeita de ter vendido outras sete crianças.

BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

POLICLINICA SERRINHA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA