Solidariedade da Sorte


Josiane Lopes falou expôs a indignação que sentiu após levar sua bisavó, Maria Juliana dos Santos, 92 anos, ao Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS), em Jacobina. A idosa, que precisava de atendimento, chegou na unidade e equipe médica solicitou que ela fosse levada a Hospital Regional para realizar um teste de Covid-19, que foi feito e teve resultado negativo.

No entanto, de acordo com Josiane, ao retornar para o HMATS a equipe negou atendimento, alegando que dona Maria Juliana teria que ser internada na UTI do Hospital Regional.

"Minha avó não está com Covid-19, não está com falta de ar, não está com nada, só está sonolenta. O teste deu negativo e os médicos pediram para trazer no Teixeira, e agora a médica não quer receber, quer mandar intubar ela na UTI do Regional", disse Josiane.

Um profissional do HMATS disse que os sintomas da idosa eram muito fortes e que precisava de um teste mais preciso, do swab, para evitar possível "contaminação de outros pacientes" no Teixeira. A médica já havia deixado o plantão. Mesmo com a paciente tendo testado negativo para a Covid-19, o profissional disse que, por conta da suspeita, a idosa "deveria ficar nos leitos clínicos do Hospital Regional". A unidade é referência na região no tratamento da Covid-19.

A questão que preocupa a família é se o teste estiver correto. Nesse caso, a idosa de 92 anos ficaria internada em um hospital para onde todos os pacientes com Covid-19 são levados, correndo o risco de acabar contraindo a doença.

Sem conseguir atendimento e com receio de levá-la para o Hospital Regional, a família retornou para casa , na Rua 2 de Novembro, no bairro da Caixa D'água, com a senhora Maria.

Com informações do Augusto Urgente

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOV EDUCA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA