Solidariedade da Sorte

Integrante de uma das manifestações culturais mais tradicionais da Bahia, mestre festeja a imunização contra a Covid-19 

Jacobina – Alerta, alerta quem dorme! Saia moça na janela, venha ver a triste vida que o marujo leva... Os versos entoados, há mais de 200 anos, pelos marujos jacobinenses nas festas de São Benedito e Santo Antônio, foram ouvidos, em alto e bom som, nesta terça-feira,08.

Vestido a caráter e, visivelmente festivo, o melódico Edvaldo Oliveira de Deus, mestre da Marujada de Jacobina, comemorou cantando a imunização contra a Covid-19. Chegou para ele um dos momentos mais esperado, no último ano, por habitantes de todo o planeta.

Para o mestre Edvaldo o momento é de muita alegria e possibilita a renovação de bons sentimentos, como a fé e a esperança.  “Esse tempo vai chegar para todos os jacobinenses. Eu acreditei e, agora, além de imunizado estou com as energias renovadas e a esperança que, em breve, estaremos alegrando o nosso povo com a nossa arte”.

O diretor de Cultura do Município de Jacobina, Celso Santos, também celebrou. “Que em breve possamos ouvir a Marujada de Jacobina entoando as suas canções simples, mas carregadas de história, pelas ruas da cidade... Já estamos com saudades!”

Por Tamara Leal







Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO COVID

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA