Solidariedade da Sorte

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de um culto evangéligo em Anápolis (GO) na manhã desta quarta-feira e voltou a questionar a eficácia das vacinas contra Covid-19.

"[Remédios do chamado tratamento precoce] não têm comprovação científica. E eu pergunto: a vacina tem comprovação científica ou está em estado experimental ainda? Está [em estado] experimental", disse.

A fala do presidente é falsa porque as vacinas contra a Covid-19 não estão em estado experimental. No Brasil, diferentes imunizantes receberam o aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), tendo passado por análises de segurança, qualidade e eficácia. Mesmo as vacinas que receberam luz verde para aplicação emergencial passaram por esse tipo de avaliação.

Em outro momento de seu discurso, o presidente voltou a defender o tratamento precoce, como medicamentos como hidroxicloroquina e ivermectina, para a covid-19. Segundo ele, haveria supernotificação de casos no país, mas uma afirmação sem provas. "Se nós retirarmos as possíveis fraudes, teremos, em 2020, o nosso país, o Brasil, como aquele de menor número de mortos por milhão de habitantes por causa covid. Que milagre é esse? O tratamento precoce. Quem aqui tomou hidroxicloroquina, levanta o braço, por favor?. Querem prova maior? Eu tomei hidroxicloroquina. Outros tomaram ivermectina", afirmou.

Fonte: Metro 1

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO COVID

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA