Solidariedade da Sorte


             Por: Isac Nóbrega/PR Por: Redação Bnews

O governo de Jair Bolsonaro atribuiu valores abaixo do verdadeiro do regime dos militares, como constatou uma auditoria financeira feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sobre estimativas contábeis do passivo da Previdência Social.

Além disso, a gestão superavaliou os números relativos ao regime dos servidores civis da União, com a justificativa de que gastaria mais do que deveria desembolsar. A informação é da coluna da Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

A auditoria foi enviada ao ministro do TCU Bruno Dantas, relator dos números do Ministério da Economia em 2020. "É curioso observar essa diminuição artificial do impacto dos benefícios militares e o aumento do dos demais servidores [...] As falhas alinham-se à forma como o governo conduziu a discussão das reformas do setor público, administrativa e previdenciária.”, afirma parte do relatório.

Ainda de acordo com a coluna, o relatório aponta que o governo subavaliou o passivo atuarial do regime dos militares em R$ 45,5 bilhões, sem levar em consideração, por exemplo, reajustes recentes de vencimentos das Forças Armadas que vão impactar no pagamento futuro dos benefícios de seus integrantes, quando eles virarem inativos.

Classificação Indicativa: Livre

Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA