Solidariedade da Sorte


            Foto: Amanda Oliveira/GOVBA

A ocupação de leitos de UTI Covid pediátricos cresceu 11% em Salvador desde 3 de maio, dia em que as aulas presenciais foram retomadas na cidade. Mas gestão municipal não relaciona o crescimento do indicador com o retorno das atividades nas escolas soteropolitanas.

“Com certeza não tem qualquer relação. A rede pública não voltou, só 1,8% dos alunos foram às escolas, rede privada voltou, seguindo protocolos”, disse o prefeito ao sinalizar que nas unidades em que professores, colaboradores ou alunos tiveram diagnósticos positivos as aulas foram suspensas.

Os dados de ocupação constam nos boletins diários da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), e também foram apresentados pela prefeitura da capital nesta segunda-feira (24) em uma coletiva virtual com o prefeito Bruno Reis (DEM). Na ocasião o gestor apresentou dados sobre a pandemia na cidade, falou sobre medidas adotadas e sobre a possibilidade de tomar mais duros os decretos, caso os números não melhorem.

Em 3 de maio o boletim da Sesab mostrava que Salvador tinha 59% dos leitos de tratamento intensivo pediátricos ocupados. Neste domingo (23), a taxa registrada foi de 70%. A nível estadual o indicador passou de 61% para 78% no mesmo período.

Bruno Reis minimizou o dado e destacou que a capital tem apenas um paciente aguardando leito pediátrico Covid na manhã desta segunda. Segundo o prefeito, o índice apresenta oscilações e “amanhã vai cair”.

Por fim o prefeito afirmou que vem acompanhando os dados da pandemia diariamente e que se houver agravamento não hesitará em reavaliar e tomar medidas.

Fonte: Bahia Notícias 

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

POLICLINICA SERRINHA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA