Solidariedade da Sorte


                                                 Por: BNews Por: Lara Curcino

A Polícia Militar impediu, na manhã desta sexta-feira (16), a aproximação de um carro de som do Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed-BA) do Hospital Geral do Estado (HGE) para realizar uma manifestação em frente à unidade de saúde. Cerca de 10 pessoas estiveram no ato.

Em áudio, uma profissional de saúde explicou que o intuito da ação era protestar contra 800 demissões de médicos com contrato CLT. “O Governo do Estado quer encerrar os vínculos para contratar novamente como Pessoa Jurídica. Assim, vamos perder diversos direitos em plena pandemia”, afirmou.

Ainda no áudio, a médica acusa a prática de estar sendo feita em toda a Bahia e alega que até mesmo os concursados estão sendo ameaçados de redução salarial, caso não peçam exoneração para também trabalhar como PJ.

Após assembleia nesta semana, o Sindimed-BA definiu um calendário de manifestações para os próximos dias. Os protestos serão feitos na Maternidade Albert Sabin, em Cajazeiras, na Orla na próxima quarta-feira (21), por meio de carreata, e em frente ao prédio da Governadoria na próxima sexta-feira (23).

Em contato com o BNews, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) negou as acusações e garantiu que nenhum médico estava sendo obrigado a trocar de contrato para PJ.

Confira o vídeo:

 
Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOV EDUCA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA