Solidariedade da Sorte

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA


O forrozeiro Del Feliz foi vítima de um assalto a mão armada enquanto gravava um clipe no Cristo da Barra, em Salvador, nesta quarta-feira (28). Na ação criminosa, ocorrida por volta das 8h da manhã, o assaltante levou os celulares do cantor e de seu produtor.

Em entrevista ao CORREIO, o cantor revelou que conseguiu recuperar os aparelhos pouco tempo depois. Enquanto o produtor tentou perseguir o assaltante, que correu em direção à Ondina, Del localizou policiais, que interceptaram o ladrão na altura do Vila Galé, em Ondina.

"Foi um susto. O celular é algo material, que a gente recupera depois, mas o maior medo é a vida, pois você nunca sabe o desfecho de um assalto. Alguém que coloca uma arma na cintura e vai assaltar não tem apego a vida, pois ele sabe que pode matar ou morrer durante o crime", relata o forrozeiro.

Outra preocupação do cantor também eram os arquivos armazenados no aparelho. Del Feliz está gravando uma série de videoclipes por cidades do Nordeste em parceria com artistas como Dudu Nobre, Falamansa e Emanuelle Araújo.

Boa parte do material gravado estava arquivado no próprio celular e seria perdido durante o assalto, pois não foi feito um back-up.

Um dos lançamentos de Del foi, inclusive, um jingle em homenagem à Polícia Militar da Bahia. "Curiosamente 30 dias após eu lançar a música, pude contar com a ajuda deles que, como sempre, estavam prontos para atender o cidadão", diz.


"É importante saber que temos profissionais como os policiais e médicos, por exemplo, à postos para
 nos ajudar durante essa pandemia. É um momento difícil, onde as pessoas estão perdendo vidas, empregos, ficando sem educação", analisa o cantor.

Fonte: Correio

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO COVID

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA