Solidariedade da Sorte

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA


Recebido aos gritos de "mito" durante evento de inauguração de um trecho da BR-101 em Conceição do Jacuípe, o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) voltou a atacar os governadores dos estados que impuseram medidas restritivas para conter o avanço da pandemia.

De acordo com Bolsonaro, alguns dos gestores estaduais, inclusive o governador Rui Costa (PT) de quem é claramente desafeto, querem impor uma ditadura e que por isso teria chegado o momento de "um novo grito de independência".

“Não podemos admitir que alguns pseudo-governadores quererem impor a ditadura no meio de vocês, usando um vírus para subjugá-los. Nós tratamos da questão com muita responsabilidade mas sempre disse que além do vírus, tínhamos que nos preocupar com questão do desemprego. Não foi o Governo Federal que obrigou vocês a ficarem em casa, que fechou o comércio e que destruiu milhões de empresas. Esse suplício está chegando ao fim", afirmou.

Ainda de acordo com o presidente, a situação é "inconcebível" já que alguns dos governadores, ancorados pelo que ele chamou de "anuência do Supremo", estariam desrespeitando direitos fundamentais assegurados pela Constituição Federal.

"É só ler todos os incisos do artigo 5º. Está sendo respeitado o direito da pessoa ir e vir? De ter um emprego? De exercitar a sua fé? Nem em estado de sítio isso aconteceria no Brasil. Não estiquem a corda mais do que ela já está esticada", ameaçou.

Lula
Bolsonaro aproveitou ainda para provocar o PT e o ex-presidente Lula, seu principal adversário nas eleições presidenciais de 2022.

"Nossa bandeira jamais será vermelha. Não estou preocupado com o Lula. Estou preocupado é com o Brasil. Se alguém for votar em um cara com um passado do Lula só fica claro que essa pessoa não entende nada de política e da liberdade dele. Veja o que aconteceu com outros países da América do Sul onde a turma do Foro de São Paulo retornou", disse.

Estiveram ao lado de Bolsonaro os ministros João Roma (Cidadania) e Tarcisio Gomes (Infraestrutura), o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), e diversos deputados federai como Zé Rocha (PL), Raimundo Costa (PL), Cláudio Cajado (PP) e João Bacelar (PL), todos membros da base do governador Rui Costa.
Fonte: A Tarde

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO COVID

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA