Solidariedade da Sorte


      Por: Reprodução TV Bahia Por: Raul Aguilar

O secretário de Saúde de Salvador, Leo Prates, admitiu que o sistema público de Saúde, em Salvador, deverá entrar em colapso na próxima sexta-feira, (12).

"A situação desesperadora, caso não consiga abrir novas vagas, eu e o governo do estado, ou a gente tem um grande número de altas na rede hospitalar própria, nós vamos colapsar amanhã nas primeiras horas do dia, estamos com recorde absoluto, o máximo que tínhamos chegado, mesmo na segunda onda, foi 117 solicitações na fila de regulação, ontem regulamos 80 e amanhecemos com 129, algo impressionante, não baixa", desabafou o secretário. 

Prates revela que está regulando mais de 100 pessoas há três dias e que os dados desta manhã, com 127, mostra que mesmo mantendo o nível, coisa que acredita que não poderá acontecer por conta da ocupação, o sistema entrará em crise e pessoas ficarão sem atendimento.

Ele revela que o prefeito Bruno Reis (DEM) deu a ordem para apressar a abertura do hospital de campanha em Itapuã. Hoje, a UBS de Pirajá terá atendimento 24 horas, para que as pessoas com sintomas mais leves possam ter atendimento e desafogar as UPAs. Ele revela que Salvador começará a vacinar nesta médicos autônomos que possam ser convocados para atuar na linha de frente e, para reforçar a gravidade da situação, ele revela que "35% dos pacientes que entram no leito de UTI eles não voltam. Leito de UTI não resolve, o que é seguras as contaminações para que as pessoas possa ser atendida".

Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO COVID

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA