Solidariedade da Sorte












     Foto: Divulgação Anderson é Empresário do MC maylon

O delegado Reginaldo Guilherme, titular da 33ª DP (Realengo), disse que o cantor Anderson Leonardo, vocalista do Grupo Molejo, foi intimado para prestar depoimento sobre a acusação de estupro feita pelo MC Maylon. O cantor, que divulgou uma nota negando as acusações, será ouvido na tarde desta sexta-feira (5).

MC e a mãe Jupira foram ouvidos pela polícia nesta quinta-feira (4). Depois de 4 horas de depoimento, ele deixou a delegacia para realizar o exame de corpo de delito no Instituo Médico-Legal (IML), no Centro do Rio.

Ele disse que, apesar de estar mais forte para falar, ainda está muito abalado com a situação.

“Estou passando por tratamento psicológico, minha família é a base de tudo. Eu não esperaria isso de um cara que eu chamava de pai, eu tatuei ele no meu braço, e ele ter feito isso comigo” , contou Maylon.

    Mc Maylon e a mãe, Jupira, prestaram depoimento sobre a acusação de estupro contra Anderson Leonardo. — Foto:     Henrique Coelho/G1 Rio

Maylon diz ainda que entrou em depressão após o episódio e que acreditava estar indo para uma reunião com o cantor do Molejo.

“Falou que era uma reunião sigilosa e fez isso tudo comigo”, contou.

Provas

O crime denunciado ocorreu, segundo o depoimento do MC, no dia 11 de dezembro. “Já mandei buscar o boletim de atendimento médico dele no Pedro II, já intimei o gerente do hotel, e as pessoas que estavam lá no dia, para ver se tem câmeras no motel”, afirmou o delegado.

Ele disse que Maylon apresentou a cueca com manchas de sangue e o sabonete usado no local. O material será encaminhado para análise em laboratório.

Na sexta-feira (5), um funcionário e o gerente do hotel também devem ser ouvidos pela polícia.

Em nota, o cantor Anderson negou as acusações e disse que foi surpreendido. "O Cantor [Anderson Leonardo] foi surpreendido, assim como todos, com o que foi veiculado na imprensa na data de hoje, não tendo qualquer conhecimento acerca do publicado em redes sociais ou mesmo em sede policial, vez que não foi intimado para prestar quaisquer informações, pelo que, não teve nem mesmo ciência do que consta do registro de ocorrência (leia a íntegra da nota abaixo).

Segundo o MC, o crime aconteceu em um hotel em Sulacap, na Zona Oeste. "Hoje eu estou muito mais forte pra falar. [Anderson] Era um cara que eu chamava de pai, de padrinho", contou o cantor, que esteve na delegacia na manhã desta quinta-feira (4).

      MC Maylon e Anderson Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

Desabafo em rede social

Em uma rede social, Maylon fez vídeos com desabafos. Ele afirmou que perdeu a vaidade e que não tem mais usado maquiagem.

"Hoje meu mundo é isso que eu vivo, sem maquiagem. Eu era tão vaidoso, passava tanta maquiagem, meus amigos e amigas sabem disso. E dentro do hotel ele falou pra mim: 'você tem cara de puta, de prostituta, jamais achava que você era virgem com essas roupas'."

O sonho de Maylon, segundo contou, era casar virgem. "Eu queria ter me casado virgem e ele acabou com o meu sonho", disse o cantor.

O cantor também incentivou que mulheres e homossexuais denunciem casos de abuso.

"É muito triste, mulheres, gays, não deixem ninguém fazer isso com vocês, vocês são fortes. Eu não vou deixar o Anderson Leonardo acabar com meu sonho, minha vida e minha carreira. (...) Não fiquem com medo, denunciem."

Nota de Anderson Leonardo:

"O Cantor [Anderson Leonardo] foi surpreendido, assim como todos, com o que foi veiculado na imprensa na data de hoje, não tendo qualquer conhecimento acerca do publicado em redes sociais ou mesmo em sede policial, vez que não foi intimado para prestar quaisquer informações, pelo que, não teve nem mesmo ciência do que consta do registro de ocorrência.

Esclarece ainda que lamenta profundamente as declarações envolvendo seu nome, refutando qualquer ato de violência contra quem quer que seja, negando categoricamente à acusação completamente falsa de agressão sexual feita em seu desfavor.

Ressalta, outrossim, que em mais de 30 anos de vida pública, jamais tivera seu nome ligado a qualquer ato criminoso ou que viesse a desabonar ou macular a sua imagem e carreira, seja de sua vida profissional ou pessoal.

Informa também que conhece a suposta vítima, mas jamais praticou os atos veiculados na imprensa, inclusive, tem conhecimento que a suposta vítima já esteve presente em diversas apresentações artísticas do Cantor, em ocasiões posteriores à falaciosa alegação, o que demonstra, claramente, que a narrativa publicada nunca ocorreu.

Assim, o cantor esclarece, por meio de sua assessoria, que os fatos publicados não são verdadeiros, repudiando veementemente os profissionais que praticam o jornalismo inverídico, sensacionalista e desarrazoado."

Fonte: G1

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO EMBASA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA