Solidariedade da Sorte

      © Facebook

Uma família do Nebrasca, nos EUA, contraiu a Covid-19 em novembro do ano passado, após participar num festival.

Chuck Conboy, de 67 anos, a mulher e os dois filhos contraíram a doença. O homem recorda a sensação de não conseguir andar sem se sentir cansado, algo pelo qual esperava não voltar a passar.

A família venceu a doença mas apenas nove semanas depois aconteceu o que não queriam. "Acordei com febre", lembra o Chuck, que admite que o seu primeiro pensamento foi: "Outra vez não".

A família ficou novamente infectada e revelam que esta segunda infecção atacou-os de forma mais rápida e agressiva.

"Quanto aos sintomas, eram muito mais graves e surgiram muito mais rapidamente. O paladar e o cheiro desapareceram imediatamente. A temperatura subiu imediatamente, e isto não era só eu. Foi com a família inteira", recorda.

O médico Mark Rupp, de Nebrasca, diz que infecções repetidas como as dos Conboy não são incomuns. Algumas pessoas que sofrem de Covid-19 podem desenvolver imunidade natural que dura vários meses, mas não há provas concretas que esta situação seja válida para todos, salienta.

Por isso, a família norte-americana teme agora que o vírus possa surgir novamente.

Fonte: Notícias ao Minuto

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO COVID

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA