Solidariedade da Sorte

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA
Foto: Alan Santos/ PR/ Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro isentou de culpa o governo federal pela situação de colapso no sistema de saúde do Amazonas. Ele afirmou que a situação no estado está “terrível”, mas declarou que a gestão “fez sua parte, com recursos, meios”.

"A gente está sempre fazendo o que tem que fazer, né? Problema em Manaus: terrível o problema lá, agora nós fizemos a nossa parte, com recursos, meios", declarou ele. A capital do estado vive um colapso no atendimento a pacientes com Covid-19 por causa da falta de leitos e de oxigênio para tratamento de casos mais graves. Por causa do problema, médicos relatam que pessoas têm morrido por asfixia nos hospitais. "O ministro da Saúde [Eduardo Pazuello] esteve lá na segunda-feira, providenciou oxigênio, começou o tratamento precoce, que alguns criticam ainda”, disse o presidente.

O governo federal tem sido cobrado pela situação no Amazonas. Em ação civil pública ajuizada nesta quinta-feira (14) na Justiça Federal de Manaus, cinco órgãos públicos federais e estaduais afirmam que a responsabilidade por dar uma solução ao colapso no fornecimento de oxigênio no Amazonas é da União. A ação foi ajuizada por representantes do MPF (Ministério Público Federal), DPU (Defensoria Pública da União), Ministério Público do Estado do Amazonas, Defensoria Pública do Estado do Amazonas e Ministério Público de Contas do Estado do Amazonas.

Bolsonaro ainda voltou a defender o uso de "tratamento precoce" no combate à doença. Este tratamento é feito com medicamentos sem eficácia cientificamente comprovada na prevenção ou redução da gravidade da doença. Como exemplo e sem provas que comprovasse a sua fala, ele disse que 200 vizinhos dele teriam sido contaminados com a covid-19 e supostamente não "foram para o hospital".

Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO INFRA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA