SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA
Foto: Reuters / BBC News Brasil

O presidente americano, Donald Trump, disse nesta quarta-feira (04/11), em meio à apuração dos votos, que já venceu as eleições, e acusou os democratas de tentarem fraudar o processo.

Trump prometeu que irá à Suprema Corte americana para contestar a apuração dos votos enviados pelo correio, que ainda está em andamento em alguns Estados — e pode avançar por mais algum tempo. Milhões de votos ainda estão sendo contados.

"Isso é uma fraude para o público americano. Isso é uma vergonha. Nós íamos vencer essas eleições... francamente nós vencemos as eleições", disse Trump, acrescentando que "isso é um constrangimento para nosso país".

Ele falou por dez minutos, às 4h20 no horário de Brasília na Casa Branca.

O presidente listou alguns dos Estados onde venceu e disse que, em muitos onde a apuração está sendo feita, como Wisconsin, Pensilvânia e Michigan, a sua margem seria inalcançável.

No entanto, a apuração dos votos ainda não foi concluída e o resultado final ainda não pode ser declarado.
'Grande festa'

O presidente disse que sua campanha estava pronta para celebrar a sua reeleição, e que não via nenhum motivo para sua vitória não ter sido declarada ainda. Mas que todos foram surpreendidos com a ideia de que Biden pode vencer.

"Nós estávamos preparados para uma grande festa. Nós estávamos vencendo tudo. E de repente tudo foi interrompido", disse Trump.

Trump então listou algumas de suas vitórias na noite, como a Flórida, Ohio e Texas.

Sobre outros Estados onde a apuração dos votos ainda não terminou, mas onde ele lidera, Trump sugeriu que já teria obtido margem suficiente para vencer. No entanto, a contagem atual dos votos mostra que Biden ainda tem chances de virar o resultado.

"Está claro que ganhamos a Geórgia, eles não vão nos alcançar. Nós ganhamos a Carolina do Norte, eles não podem nos alcançar", disse Trump

"Estamos vencendo a Pensilvânia por uma margem tremenda. Estamos com 690 mil votos na frente na Pensilvânia. Com 64% dos votos apurados será praticamente impossível nos alcançar. Estamos ganhando Michigan por 300 mil votos. E estamos vencendo Wisconsin."

Em todos esses Estados a apuração ainda está em andamento, sem conclusão sobre quem venceu.

O presidente acusou os democratas de tentarem "fraudar" o processo, e prometeu ir à Suprema Corte contra supostas fraudes.

"Vocês sabem o que aconteceu? Eles sabiam que não poderiam vencer e disseram 'vamos levar isso para a Justiça'. E não foi isso que eu previ que aconteceria?"

"Nós vamos à Suprema Corte dos Estados Unidos. Nós queremos que toda a votação seja interrompida. Nós não queremos que eles encontrem cédulas às quatro horas da manhã e acrescentem isso à contagem."

Alguns Estados ainda precisam contar os votos que chegarão pelo correio e que foram enviados no dia da eleição. Não está claro se Trump quer impedir a contagem apenas de votos que foram enviados pelo correio após a eleição ou se ele quer interromper a contagem de todos os votos por correio que ainda não foram apurados.

A eleição americana segue indefinida. O vencedor precisa atingir a marca de 270 votos no colégio eleitoral. Até agora, Joe Biden lidera a corrida com 220 votos contra 213, com o cenário indefinido em muitos Estados onde a apuração ainda está em andamento.
Fonte: Terra

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DA BAHIA

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA