SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA

Nesta quarta-feira, 07 de outubro de 2020, professores realizam uma manifestação em frente a Prefeitura Municipal de Ourolândia, insatisfeitos com o prefeito João Dantas, no gerenciamento dos recursos do Precatório do Fundef.

Segundo informações, o município já gastou R$ 7 milhões e ainda há um valor de quase R$ 6 milhões em caixa, porém a categoria acompanhada pela APLB Sindicato, relata não ver melhorias na área da educação, pois todos os problemas, principalmente na infraestrutura das escolas e colégios, que continuam sucateados.

Um projeto de lei foi aprovado na Câmara dos Deputados, com o intuito de aprovar o rateio de 60% dos recursos para os professores, porém o presidente Jair Bolsonaro vetou. Há uma mobilização nacional para que o veto seja derrubado e a categoria pede que o prefeito João Dantas aguarde a decisão final.

Os precatórios têm origem em ações movidas por municípios contra a União entre 1998 e 2006. As prefeituras alegavam que o Ministério da Educação cometeu erros no cálculo do valor repassado por meio do Fundef. Os julgamentos foram favoráveis aos municípios e geraram precatórios que, somados, chegam a R$ 90 bilhões.

Fonte: Augusto Urgente!













Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA