SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA

Entidades religiosas podem ser punidas com a perda da imunidade tributária, que livra de pagar impostos, caso participem de campanhas políticas de quaisquer candidatos a cargo público.

O projeto de Lei tramita na Câmara e propõe a alteração da lei que isenta de impostos templos de qualquer culto, bens e serviços de partidos políticos e instituições de educação e de assistência social.

A imunidade tributária aos templos de qualquer culto está prevista na Constituição e garante que qualquer entidade de cunho religioso seja imune a todo tipo de impostos governamentais no Brasil.

Segundo o deputado José Airton Félix Cirilo (PT-CE), autor do projeto, a imunidade deve ser suspensa caso a entidade religiosa tenha atividade política.

“Essa imunidade se aplica não somente aos impostos do templo onde ocorrem cerimônias religiosas, mas abrange também rendas e serviços relacionados à sua entidade mantenedora [que administra o funcionamento e garante recursos para outras entidades]”, afirma o deputado.


Fonte: Varela Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA