SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA

Tentando fechar uma frente única de oposição para tentar desbancar o atual prefeito de Jacobina, Luciano Pinheiro (DEM), nas eleições de novembro, o pré-candidato ao Executivo jacobinense, Tiago Dias (PCdoB), revelou ao bahia.ba que tem mantido diálogos nos bastidores com o Partido dos Trabalhadores (PT) para que a também pré-candidata Mariana Oliveira se junte à chapa.

No último dia (28), Tiago fechou um acordo com a então pré-candidata Kátia da Saúde (Podemos), que aceitou retirar sua pré-candidatura e se juntar à chapa dele. No entanto, ele não descarta que até o dia da convenção partidária, tudo pode mudar.


“Nós tínhamos aqui três pré-candidaturas de oposição ao atual prefeito, todas elas de base do governador: PCdoB, PT e Podemos. A gente trabalhou bastante e tinha desde sempre como prioridade a composição da chapa com uma das duas. Dialogamos bastante com elas, pois são dois nomes de um potencial imenso e que tem todos os pré-requisitos de liderança para ajudar a administrar o município de Jacobina. Kátia e Mariana representarem muita coisa na cidade”, disse Tiago.

Kátia é ex-vereadora, ex-secretária de saúde, ex-diretora de turismo e em 2018 foi a segunda mais votada na cidade para deputada estadual, ficando atrás apenas do próprio Tiago, que foi recordista de votos, mas não conseguiu se eleger para a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). Mariana é a presidente municipal do PT e já foi secretária na prefeitura de Caém, cidade vizinha a Jacobina.


Para que as pretenções de Tiago se concretizem, ele precisa não esbarrar na manutenção, até então, da candidatura da petista. Mesco encontrando dificuldade, ele garante que vai continuar tentando um acordo para atraí-la, mas que vai respeitar a atual composição da chapa, com Kátia como vice.

“Não depende de mim. Só depende do PT. Se eles quiserem abrir um diálogo para uma formação política que venha nos ajudar, estamos, sim, abertos a isso. E estamos insistindo para que isso aconteça. O PT nunca foi e nunca será nosso adversário. O adversário em comum nosso é o atual prefeito. Então, é extremamente importante que o PT esteja junto conosco nessa caminhada. Porém, isso só poderá mudar se o próprio Podemos quiser abrir espaço para outro nome, como o PT, eu não tenho nenhum problema. Mas é Kátia e o Podemos quem têm que autorizar”, completou.

A convenção do PCdoB que decidirá a composição da candidatura paras as eleições em Jacobina será na próxima segunda-feira (7).

Fonte: Bahia.Ba

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA