SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA


Uma condução de agentes da Guarda Civil Municipal de Salvador (GCM), na manhã deste domingo (20), na orla de Amaralina, gerou debate nas redes sociais. Isso porque um homem negro foi imobilizado de "forma agressiva" e pessoas apontaram a ação como "um ato racista". Em contato com o Bahia Notícias, a assessoria da GCM negou o uso de violência na abordagem. 

"Os agentes da Guarda Civil Municipal realizavam a orientação para saída de banhistas que estavam na região da Praia de Amaralina, nas proximidades do Quartel do Exército Brasileiro, quando um homem, contrariado por ocasião da proibição da prática esportiva (futebol), desacatou a guarnição, proferindo palavras de teor ofensivo", frisou em nota enviada ao BN.

No vídeo, é possível ouvir a pessoa que o grava se identificando como concurseiro aprovado na Policia Militar (PM). Ela aponta irregularidades no modo de atuação. Em um dos trechos, o agente coloca o joelho nas costas e pescoço do homem imobilizado no chão, depois aplica golpes conhecido como "mata-leão" e tenta algemá-lo pela pela frente, quando o narrador grita que “esse uso de algema é negado pelo STF”.

Ainda na nota, a Coordenadoria de Relações Públicas da GCM de Salvador destacou que "no momento em que o indivíduo estava sendo imobilizado, o mesmo ofereceu resistência, havendo assim a necessidade de uso da força necessária para condução à Central de Flagrantes, inclusive gerando um ferimento no dedo de um agente da Guarda Civil Municipal, que precisou ser encaminhado à unidade de emergência para atendimento". Confira a abordagem:

Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA