SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA

A médica Sáttia Lorena, que há um mês caiu do 5º andar do prédio em que morava com o companheiro, conversou com a delegada à frente do caso, mas não se lembra do que aconteceu no dia. A falha na memória pode ser relacionada ao trauma que ela sofreu e também com o tempo de internação, segundo informações do G1 colhidas com o advogado Aloísio Freire, que representa a família.

Os familiares da médica acusam o também médico Rodolfo Cordeiro Lucas, então companheiro de Sáttia, de ter jogado ela. Ele chegou a ser preso em flagrante por tentativa de feminicídio, mas a prisão foi revogada dias depois.

O caso ocorreu na madrugada do dia 20 de julho. Sáttia foi internada em estado grave no Hospital Geral do Estado (HGE), onde os dois trabalhavam, até que na última semana foi transferida para outra unidade de saúde. Enquanto isso, a Polícia Civil dá prosseguimento às investigações, mas os detalhes e desdobramentos do caso não estão sendo divulgados.

A família de Sáttia aponta que ela vivia um relacionamento abusivo e acusa Cordeiro Lucas de tê-la jogado do quinto andar. Uma vizinha do prédio em que a médica morava antes de se mudar para viver com o companheiro também relatou que a relação dos dois era marcada por brigas. 

Já o médico nega as acusações, diz que ela se pendurou na janela do apartamento e que ele até tentou ajudá-la. Segundo Cordeiro Lucas, Sáttia se dopava e estava depressiva, o que a família nega.
Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA