SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA


Para quem estava sentindo falta das boas oportunidades no serviço público, vale salientar que as melhores oportunidades da semana estão no Distrito Federal, que abriu novas possibilidades de atuação para agente da polícia civil e para a defensoria pública. Juntos, esses dois concursos oferecem 1.860 vagas.

A seleção da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) será o responsável por ofertar 1.800 vagas para Agente da Polícia Civil, sendo que desse total, 600 terão ingresso imediato e 1.200 formarão o cadastro reserva. Os aprovados imediatamente estarão enquadrado em três grupos: ampla concorrência(450), pessoas com deficiência(30) e negros (120). Vale salientar que esse número de vagas é recorde e os aprovados atuarão como estatutários e terão remuneração inicial de R$8.698,78 (Terceira Classe), além de direito a auxílio-alimentação no valor de R$ 458,00 e auxílio-saúde por meio da Policlínica da PCDF no valor de R$ 100,00 por membro da família.

O certame está sob a responsabilidade do Cespe/Cebraspe e terá sete etapas: prova objetiva; prova discursiva; exames biométricos e avaliação médica; prova de capacidade física; avaliação psicológica; sindicância de vida pregressa e investigação social; curso de Formação Profissional (CFP). Para participar, é preciso ser maior de 18 anos, possuir curso superior em qualquer área e ter CNH na categoria “B” ou superior em plena validade.

De acordo com o diretor de ensino do Supremo Concursos, o professor César Tavolieri, entrar numa disputa sem saber o que é necessário para estar lá, o caminho que será percorrido e o prêmio na linha de chegada, é um tremendo risco. “O candidato deve ter em mente o cargo que sonha em conquistar e buscar o edital do seu último concurso. Com isso, ele pode consultar quais disciplinas e conteúdos foram cobrados para, com essas informações, elaborar seu plano de estudos”, ensina. 

Uma vez na Polícia Civil, o agente será responsável por investigar atos ou fatos que caracterizem infrações penais, auxiliar a autoridade policial no cumprimento das atividades de Polícia Civil, coordenar ou executar operações e ações de natureza policial ou de interesse de segurança pública; executar intimações, notificações ou quaisquer outras atividades julgadas necessárias ao esclarecimento de atos ou fatos sob investigações e outras atividades. As inscrições do concurso PCDF devem ser feitas no site do Cespe/Cebraspe (cebraspe.org.br/concursos), das 10h do dia 18 de agosto até às 18h de 08 de setembro de 2020 (horário de Brasília) e será cobrada uma taxa de inscrição no valor de R$ 196,00.

A outra boa oportunidade foi oferecida pelo concurso do DPDF, com oferta de 60 vagas imediatas, além de formação de cadastro reserva, para o cargo de Analista de Apoio à Assistência Judiciária. Uma vez aprovados, os futuros servidores atuarão na Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) em Brasília - DF.

Nesse certame, o Cespe/Cebraspe também atuará como banca. Os selecionados terão remuneração inicial de R$ 5.241,22 e benefícios (vantagens), atuando em jornada de trabalho de 35 horas semanais.

O requisito para concorrer a uma das vagas é possuir nível superior em suas respectivas áreas. As inscrições podem ser feitas das 10h do dia 15 de setembro de 2020 até às18h de 05 de outubro de 2020 (horário de Brasília), no site da instituição. A taxa de inscrição custará R$ 101,87. O concurso DPDF terá três etapas: prova objetiva; prova discursiva e prova de títulos. A data prevista para a prova objetiva, que terá 120 questões, será 08 de novembro e a duração será de 3h30. Serão cobradas as seguintes disciplinas:

• Língua Portuguesa;
• Conhecimentos sobre o Distrito Federal;
• Legislação;
• Conhecimentos Específicos.

Tavolieri ressalta que, ao contrário do que muitos imaginam, todas as etapas são tão importantes quanto as provas objetivas e reprovam sim. “Quando há solicitação de documentos não usuais (comprovação de tempo de experiência ou outro que o candidato não o tenha em mãos), deve-se providenciar todos o quanto antes para superar todas as possíveis burocracias que podem surgir”, orienta. Já os testes físicos demandam uma preparação contínua e de pelo menos um prazo razoável, pois qualquer atividade física forçada em pessoas sedentárias pode causar lesões. “Se o sonho do candidato é um cargo público cujo concurso tenha a etapa do teste de aptidão física, é fundamental que ele se mantenha treinando, mesmo sem nenhum edital publicado”, finaliza.

Fonte: Correio


Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA