SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA


O secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, falou em uma "politização da saúde", após ser criticado pelo deputado estadual Jânio Natal (Podemos) por não recomendar o uso da hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina no combate ao novo coronavírus.

"Eu entendo que num período de campanha eleitoral algumas pessoas tentem politizar a saúde. Nós não permitiremos isso. Nosso compromisso é com a ciência e as normas técnicas que regem a medicina e saúde pública. Hoje não há qualquer evidência que sustente uma série de medicamento que vêm sendo utilizados no estado", disse, em vídeo publicado nas redes sociais nesta quinta-feira (23).

Deputado estadual da base do governador Rui Costa (PT), Natal publicou um vídeo nas redes sociais em que critica o trabalho de Vilas Boas, principalmente quanto às restrições ao uso de hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina no uso do tratamento da covid-19. De acordo com o parlamentar, o gestor da pasta, “praticamente, proíbe que médicos utilizem esses medicamentos na rede SUS”.

Se o senhor diz que esses remédios não funcionam, então diz qual remédio, que arma o povo vai usar contra essa doença miserável?”. O deputado afirmou que, apesar de não haver comprovação científica da eficácia dos medicamentos, eles são as armas adotadas por muitos médicos para o tratamento contra o novo coronavírus. E chegou a dar exemplo de pessoas que fizeram uso e se curaram da doença.

O deputado estadual chegou, inclusive, a acusar o secretário de tentar boicotar o trabalho de uma médica de Porto Seguro, identificada como Dra. Raíssa. “O Senhor [secretário] não é político, não tem respeito a ninguém. Criou um problema com Dra Raíssa, que tem prescrito esses medicamentos no tratamento da Covid-19. Saiba que ela não foi para Porto Seguro para ganhar dinheiro”, disse.

A médica fez um apelo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no início deste mês para o envio de doses de cloroquina ao município. Após o pedido, o chefe do Executivo envio 40 mil doses do medicamento.

Jânio Natal já foi prefeito de Porto seguro e atualemente é pré-candidato no município.

Em um período de campanha eleitoral, algumas pessoas tentam politizar a saúde, mas não permitiremos isso. Nosso compromisso é com a ciência e com as normas que regem a medicina

Fonte ; BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA