SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA
A Filarmônica 2 de Janeiro de Jacobina participará de um encontro virtual que acontecerá nas comemorações do 2 de Julho na Bahia neste ano de 2020. O encontro tem como objetivo de manter a tradição de realizar o encontro musical que acontece durante o feriado de Dois de Julho, mesmo durante a pandemia da Covid-19. Este será o primeiro encontro virtual das filarmônicas da Bahia nos 29 anos de existência. 

O evento vai acontecer em formato de live a partir das 18h do dia 2/7 no Facebook da Filarmônicas Unidas da Bahia (FUB) e no Youtube da Fundação Gregório de Mattos.

Na abertura, um vídeo com o Hino ao 2 de Julho, com novo arranjo feito pelo maestro Fred Dantas, dá início à celebração.

As nove filarmônicas que participarão farão então suas apresentações através de vídeos e para cada filarmônica que mostrar sua música na live haverá uma entrevista ao vivo com o seu maestro.

A live também estará aberta para que o público se manifeste e faça perguntas e será encerrada com o Hino ao 2 de Julho.

Além da Filarmônica 2 de Janeiro, de Jacobina, sob a regência do mestre Celso Santos, participarão do no Primeiro Encontro Virtual de Filarmônicas da Bahia, a Sociedade Lítero Musical 25 de Dezembro, de Irará, sob a regência do mestre Pedro Júnior; Lira Musical Deolindo Lima, de Barra, sob a regência do mestre Leonel Chagas Amaral; Filarmônica União dos Ferroviários Bonfinenses, de Senhor do Bonfim, sob a regência do mestre Tenison Santana; Sociedade Filarmônica Minerva, de Morro do Chapéu, sob a regência do mestre Alberto Caetano; Filarmônica 15 de Setembro, de Belmonte, sob a regência do mestre Ari Oliveira; Sociedade Filarmônica União Sanfelixta, de São Félix, sob a regência do mestre André Luis; Filarmônica Erato Nazarena, de Nazaré das Farinhas (filarmônica homenageada, sob a regência do maestro Lourival; e Oficina de Frevos e Dobrados, de Salvador (filarmônica anfitriã), sob a regência do mestre Fred Dantas.

A Filarmônica 2 de Janeiro foi fundada no ano de 1878 por imigrantes italianos que chegaram na cidade de Jacobina para explorar o extrativismo mineral. Membros da família Grassi, uma das principais da cidade, fundaram a filarmônica, que leva no nome o dia em que aconteceu a sua primeira apresentação.

Com 142 anos de ininterrupta atividade, a 2 de Janeiro é a terceira mais antiga do estado da Bahia.

Confira a Programação
1 – Vídeo de abertura: Hino ao 2 de Julho (Santos Títara-Santos Barreto).

2. Vídeo com os alunos da Escola de Música Aniceto Azevedo da Cruz, da Sociedade Lítero Musical 25 de Dezembro (Irará). Mestre: Pedro Júnior.

3 – Vídeo da Lira Musical Deolindo Lima (Barra).

4 - Filarmônica União dos Ferroviários Bonfinenses (Senhor do Bonfim).

5 - Sociedade Filarmônica Minerva (Morro do Chapéu).

6 - Filarmônica 15 de Setembro (Belmonte).

7 - Filarmônica 2 de Janeiro (Jacobina).

8 - Sociedade Filarmônica União Sanfelixta (São Félix).

9 - Filarmônica Erato Nazarena (Nazaré das Farinhas).

10 - Oficina de Frevos e Dobrados (Salvador).

Fonte: Bahia Acontece

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA