SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA


Essencial para o tratamento de pacientes graves infectados pelo novo coronavírus que precisam de entubação, vários sedativos estão em falta ou quase acabando em hospitais do Brasil. A denúncia foi feita pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). De acordo com o levantamento feito pelo órgão, em 21 estados e mais o Distrito Federal já não podem ser encontrados alguns medicamentos.

Em nota, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), informou que alguns itens estão em estado crítico devido ao atraso na entrega pelos fornecedores e pela indisponibilidade no estoque devido a falta de matéria-prima no Brasil. A pasta ainda informa que alguns medicamentos em falta nos distribuidores chegaram no final de maio enquanto outros estão previstos para julho e que mantém contato com fornecedores internacionais para evitar a falta dos produtos.

A Secretaria enfatiza que há 30 dias iniciou, por meio de uma compra centralizada, saque nos Registros de Preço dos itens que tinham atas disponíveis. Há previsão é de que o Ministério da Saúde irá intermediar junto à Opas (Organização Pan-americana de Saúde) uma compra emergencial desses produtos no mercado internacional e distribuir para os estados.

A Sesab garante que por conta da possibilidade de substituição de drogas, nenhum procedimento médico deixou de ser feito por ausência de medicamentos. Já a Secretaria Municipal de Saúde de Salvador (SMS),disse que há um desabastecimento nacional de Succinilcolina e Rocuroni, medicamentos importantes para utilização nos respiradores em Unidades de Terapia Intensiva. “Em Salvador, há o insumo ainda disponível em estoque, no entanto, a falta nacional pode refletir na rede municipal da capital baiana”.

Fonte: Varela Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA