AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, defendeu, durante a reunião ministerial do dia 22 de abril, a prisão de alguns governadores que adotaram o isolamento social na pandemia do coronavírus.

No vídeo da reunião divulgado na última sexta-feira (22) como prova da tentativa de interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal, Damares afirmou que aquela tinha sido uma decisão de seu ministério.

” Idosos estão sendo algemados e jogado dentro de camburões no Brasil. Mulheres sendo jogadas no chão e sendo algemadas por não terem feito nada… feito nada. Nós estamos vendo padres sendo multados em noventa mil reais porque estavam dentro da igreja com dois fiéis. A maior violação de direitos humanos da história do Brasil nos últimos trinta anos está acontecendo neste momento, mas nós estamos tomando providências”, disse.

A ministra usou como exemplo uma fake news divulgada pelo blogueiro “Terça Livre”, de que o governador do Piauí Wellington Dias (PT) teria autorizado a entrada da polícia nas residências sem mandado judicial.

“Inclusive, o governador Wellington, agora, ontem, determinou que a polícia poderá entrar nas casas. Vocês não imaginam o que ele vai fazer! Poderá entrar na casa […] A polícia poderá entrar na casa sem mandado. Então, assim, as maiores violações estão acontecendo nesses dias. Então, nós estamos fazendo um enfrentamento, mais de cinco procedimentos o nosso ministério já tomou iniciativa e nós estamos pedindo inclusive a prisão de alguns governadores”.

Fonte: Bahia.Ba

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA