SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA


Duas cidades no interior da Bahia começam a fazer testes para o novo coronavírus a partir desta semana. A Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), em Barreiras, e o Laboratório Central de Vitória da Conquista, vão oferecer o mesmo tipo de exame feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador. A Bahia realizou 26 mil testes de março até domingo (10), e 3,4 mil amostras aguardam para serem analisadas.

Em Barreiras, o serviço começa a partir desta terça-feira (12). Serão 30 amostras testadas de segunda a sexta-feira, e os resultados serão informados em até 72 horas.

Em Vitória da Conquista também serão 30 amostras, mas por lá, segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), as atividades começaram nesta segunda (11). A capacidade desses locais será ampliada nas próximas semanas para 90 exames por dia.

Em Salvador, além do Lacen, que fica no Horto Florestal, estão aptas para fazer os exames a rede Leme, DNA, Jaime Cerqueira, Senai-Cimatec e Hospital São Rafael. A Sesab explicou que essas foram as empresas que procuraram o Laboratório Central e pediram a validação das técnicas de realização do exame para a covid-19, e foram aprovadas.

Em nota, a Ufob informou que as amostras positivas não precisarão de contraprova, já que o laboratório da universidade é certificado pelo Lacen. As atividades serão coordenadas por professores do Núcleo de Estudos de Agentes Infecciosos e Vetores (Naive).

“As amostras serão enviadas pelo Núcleo Regional de Saúde do Oeste, conforme prioridades estabelecidas pelos órgãos sanitários. O pedido de coleta seguirá o fluxo já estabelecido pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). A Ufob também realizará testagem em amostra para atender a demanda de projeto de pesquisa previamente acordadas”, diz a nota.

A direção da Universidade acredita que após a pandemia a estrutura montada poderá ser reaproveitada para diagnosticar também com rapidez e precisão doenças como dengue, zika, chikungunya, e infecções pelos vírus HIV, HCV e HBV.

No total, serão aplicados 5 mil testes. A ação é resultado de um acordo de cooperação técnica com a Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa), que doou R$ 370 mil, Governo da Bahia, Prefeitura de Barreiras e de recursos oriundos do Ministério da Educação para implementar ações de combate à Covid-19.

Fonte: News Ba

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA