AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA

O prefeito ACM Neto afirmou, em coletiva na tarde desta segunda-feira (30), que as medidas adotadas pela prefeitura de Salvador, de prevenção contra o coronavírus, visam evitar um colapso no sistema de saúde.

O democrata explicou que a grande preocupação no momento é com os bairros periféricos, que chegam a comportar 8 familiares em 30 metros quadrados.

“30m² com 8 familiares. Então, se não houver um trabalho forte de contenção, o coronavírus vai se espalhar em uma velocidade brutal nos bairros mais pobres de Salvador, nos bairros periféricos. E ai o que vai acontecer: um colapso no sistema público de saúde”, explicou.

Neto comparou Salvador com a cidade de Nova York, que já possui mais de 60 mil casos de infectados pelo coronavírus, e mais de mil mortes.

“Nova York, que é uma das cidades mais ricas do planeta, está com o sistema colapsado. Imagina Salvador. A prefeitura e o governo estão fazendo um grande esforço para oferecer novos leitos de UTI. Mas se a gente não trabalhar na contenção, se a gente não evitar as aglomerações, se a gente não reafirmar que o momento é de quem pode, permanecer em casa, haverá um colapso no sistema de saúde”, pontuou.

“Imagina o que vai acontecer: o governo e a prefeitura tendo que escolher quem vai viver ou vai morrer. Eu não quero isso. Eu não quero que essa história aconteça na cidade do Salvador”, afirmou o prefeito.

ACM Neto explicou que esse é o motivo da atenção voltada principalmente aos bairros mais pobres, para evitar que o vírus seja disseminado.

“A preocupação é, sem dúvida, com os bairros periféricos, populosos, onde o coronavírus pode se multiplicar em uma velocidade incontrolável na nossa capital”, disse.

Fonte: Varela Noticias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA