Condenado por homicídio, Guilherme de Pádua vira modelo e faz publipost em rede social - AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA

Destaque

Condenado por homicídio, Guilherme de Pádua vira modelo e faz publipost em rede social

Condenado por homicídio, Guilherme de Pádua vira modelo e faz publipost em rede social
Condenado pelo assassinato da atriz Daniela Perez em 1992, o ex-ator e agora pastor Guilherme de Pádua virou modelo em uma clínica de estética em Belo Horizonte. De acordo com o Extra, em seu perfil no Instagram que chega a quase 40 mil seguidores, Pádua apareceu em uma postagem, conhecida como publipost, utilizando um tipo de tala na cabeça e divulgando um procedimento que visa reduzir a papada do rosto. 

Seguidores do ex-artista chegaram a tirar dúvidas na publicação a qual Guilherme aparece ao lado da atual esposa Juliana Lacerda. Um internauta questionou quanto foi gasto para fazer a lipoaspiração mecânica e o pastor respondeu que gastou apenas o valor da anestesia já que teria virado “modelo do curso” oferecido pela clínica. Na legenda da publicação, Guilherme de Pádua contou que tinha virado “cobaia” e de forma irônica disse que nem pretendia encarar a função. 

Guilherme de Pádua e Paula Thomaz, sua esposa na época, foram condenados a 19 anos de prisão pelo assassinato da atriz e filha da autora Glória Perez, Daniela Perez. O crime que aconteceu em 1992 só foi de fato julgado cinco anos depois. O casal foi condenado por homicídio qualificado com uma pena de 19 anos e seis meses, mas de Pádua foi beneficiado com a reduçãCondenado pelo assassinato da atriz Daniela Perez em 1992, o ex-ator e agora pastor Guilherme de Pádua virou modelo em uma clínica de estética em Belo Horizonte. De acordo com o Extra, em seu perfil no Instagram que chega a quase 40 mil seguidores, Pádua apareceu em uma postagem, conhecida como publipost, utilizando um tipo de tala na cabeça e divulgando um procedimento que visa reduzir a papada do rosto. 
 
Seguidores do ex-artista chegaram a tirar dúvidas na publicação a qual Guilherme aparece ao lado da atual esposa Juliana Lacerda. Um internauta questionou quanto foi gasto para fazer a lipoaspiração mecânica e o pastor respondeu que gastou apenas o valor da anestesia já que teria virado “modelo do curso” oferecido pela clínica. Na legenda da publicação, Guilherme de Pádua contou que tinha virado “cobaia” e de forma irônica disse que nem pretendia encarar a função. 

Guilherme de Pádua e Paula Thomaz, sua esposa na época, foram condenados a 19 anos de prisão pelo assassinato da atriz e filha da autora Glória Perez, Daniela Perez. O crime que aconteceu em 1992 só foi de fato julgado cinco anos depois. O casal foi condenado por homicídio qualificado com uma pena de 19 anos e seis meses, mas de Pádua foi beneficiado com a redução da pena que chegou a seis anos de prisão. o da pena que chegou a seis anos de prisão. BN

Páginas