recent

Mãe de Davi Fiuza se indigna com denúncia contra policiais: 'PM mata e MP sepulta'

Mãe de Davi Fiuza se indigna com denúncia contra policiais: 'PM mata e MP sepulta'


A mãe de Davi Fiuza, Rute Fiuza, reagiu com indignação à notícia de que o Ministério Público da Bahia (MP-BA) denunciou sete policiais militares por envolvimento no desaparecimento do jovem, ocorrido em outubro de 2014, quando ele tinha 16 ano.

Em entrevista ao Bahia Notícias, Rute demonstrou repúdio ao fato de que os PMs foram acusados formalmente apenas por sequestro e cárcere privado, e não por homicídio. A Polícia Civil chegou a indiciá-los por homicídio qualificado, já que o adolescente até hoje não teve o corpo encontrado. Para Rute, o Ministério Público age como ‘fascistas’.

“A PM mata e o MP [Ministério Público] sepulta com a sua caneta. O Ministério Público tem 100% de culpa das desgraças que acontecem em nosso país porque é completamente omisso. O MP tem o dever de fazer a correção da PM”, defendeu a mãe do jovem, que acredita que o filho foi sequestrado e depois morto.

De acordo com o Ministério Público, não houve denúncia por homicídio porque a Polícia Civil não apresentou indícios suficientes para comprovar a morte de Davi. Para Rute, se o que ocorreu com o filho foi desaparecimento, como o MP defende, o adolescente deve estar na “casa” de alguns dos promotores. 

“Já que é desaparecimento, gostaria de saber qual promotor está com Davi na casa deles. Se é desaparecimento, Davi está na casa de algum deles, porque na minha não está”, afirmou, indignada. 

Na Colômbia como convidada de um evento sobre direitos humanos, Rute antecipou a volta para o Brasil após ser informada sobre a denúncia do MP. 

PMS DENUNCIADOS
Foram denunciados os seguintes policiais pelos crimes de sequestro e cárcere privado: Moacir Amaral Santiago, Joseval Queiros da Silva, Genaro Coutinho da Silva, Tamires dos Santos Sobreira, Sidnei de Araújo dos Humildes, George Humberto da Silva Moreira e Ednei da Silva Simões. A denúncia foi feita pelos promotores de Justiça Ana Rita Nascimento e Gildásio Galrão e distribuída para a 2ª Vara de Crimes Praticados contra o Menor

O MP afirma na denúncia que os policias participavam de um curso de nivelamento realizado pela 49ª CIPM e pelo Pelotão Especial Tático Operacional (Peto) com prática de incursão nas localidades do Cassange, Planeta dos Macacos, Vila Verde, dentre outras. O posicionamento das viaturas envolvidas no evento e de seus ocupantes foi definido a partir das informações dos mapas dos GPS instalados nas viaturas e dos aparelhos de rádio (HTs) dos seus comandantes. 

Segundo a investigação, Davi Fiúza foi abordado na Rua São Jorge de Baixo, em São Cristóvão, por quatro policiais armados e sem fardamento, que o colocaram com as mãos na nuca e de joelhos, próximo a um veículo azul e branco. Os outros três policiais fardados desceram até a rua através da Travessa Pitangueiras, indo ao encontro dos demais. A testemunha passou pelo grupo para ir à casa de uma vizinha e, no retorno, viu o veículo passando e os policiais fardados retornando andando. Foi a última vez que o adolescente foi visto na comunidade. BN
Mãe de Davi Fiuza se indigna com denúncia contra policiais: 'PM mata e MP sepulta' Mãe de Davi Fiuza se indigna com denúncia contra policiais: 'PM mata e MP sepulta' Reviewed by Augusto Urgente on 10.9.18 Rating: 5

Nenhum comentário

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Augusto Urgente, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.