recent

Em entrevista ao JN, Haddad credita corrupção a 'pessoas' e não ao PT


O candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, afirmou ontem (14) que o modelo de financiamento empresarial de campanhas fez com que "pessoas" buscassem ajudar a legenda de forma irregular, mas não admitiu a existência de corrupção por parte dos membros do partido. A declaração foi dada em entrevista ao Jornal Nacional, da Rede Globo. 

Ao ser perguntado sobre o mau desempenho que teve nas urnas em 2016, quando tentou a reeleição como prefeito de São Paulo, Haddad atribuiu a derrota a um clima de "antipetismo" que influenciou o eleitor. "Em 2016, o país tirou uma presidenta eleita legitimamente e colocou o Temer, que atraiu um programa completamente diferente e elegeu João Doria na Prefeitura de São Paulo. Pergunte hoje para os eleitores de São Paulo o que acham do meu sucessor. Pergunte aos brasileiros o que acham do Temer e aí você vai saber o que aconteceu em 2016. Aconteceu uma indução a erro", avaliou.

Na opinião do presidenciável, a crise econômica iniciada no governo Dilma seria fruto de uma "sabotagem". "Tínhamos a menor taxa de desemprego em 2014. Você está falando de desempregado? Pega a série histórica: 4,9% de desemprego em dezembro de 2014. E aí começa o Eduardo Cunha, o Aécio Neves a aprovar despesas no Congresso Nacional. Despesas em cima de despesas para sabotar um governo que precisava fazer um ajuste, mas não jogar a economia na recessão. Para recuperar a economia, como já tinha acontecido em vários momentos", disse Haddad.

O postulante do PT foi o quinto a ser entrevistado na série do JN com presidenciáveis. No final de agosto, os candidatos Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PSL), Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) passaram pela sabatina do telejornal.

Fonte/Reprodução: Metro 1
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Em entrevista ao JN, Haddad credita corrupção a 'pessoas' e não ao PT Em entrevista ao JN, Haddad credita corrupção a 'pessoas' e não ao PT Reviewed by Augusto Urgente on 15.9.18 Rating: 5

Nenhum comentário

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Augusto Urgente, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.