recent

Lutadora do UFC é agredida pelo marido, que está foragido da polícia


Mais um caso de violência doméstica tomou conta do noticiário do mundo do MMA nesta semana. Lutadora do UFC, a peso-mosca (57 kg) Andrea Lee teria sido agredida pelo marido e treinador Donny Aaron que, depois do caso ter sido levado à polícia, teria fugido. Um mandado de prisão foi emitido pelo Shreveport Police Department, no estado do Texas (EUA).

A notícia foi divulgada em primeira mão pelo site 'MyMMANews', que revelou que o caso ocorreu no último dia 4 de agosto, quando uma aparente discussão sobre o resultado da luta entre Henry Cejudo e Demetrious Johnson teria dado início à briga. Também lutadora e colega de apartamento de Lee, Andy Nguyen presenciou a cena e depôs contra Aaron.

De acordo com o depoimento de Nguyen, essa não foi a primeira vez que Lee foi agredida pelo marido, um ex-policial de 43 anos. "Ele estava tentando estrangular ela, mas ela e defendeu bem. Ela não apanhou tanto. A polícia tirou fotos das marcas em seu pescoço. Não foi tão ruim dessa vez. Nenhum olho roxo ou algo assim, mas ele bateu nela outras vezes. Eu apenas não estava lá".

Em junho deste ano, Aaron se tornou notícia após fotos suas se tornarem públicas e revelarem que ele tinha uma suástica tatuada no braço. Na ocasião, Lee o defendeu publicamente inclusive em sua decisão de não removê-las. Até a conclusão desta nota, americano permanece foragido.

MSN
Lutadora do UFC é agredida pelo marido, que está foragido da polícia Lutadora do UFC é agredida pelo marido, que está foragido da polícia Reviewed by Augusto Urgente on 16.8.18 Rating: 5

Nenhum comentário

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Augusto Urgente, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.