recent

Defesa de Lula entra com novo habeas corpus no STJ para evitar prisão, diz jornal


A defesa do ex-presidente Lula entrou com um novo pedido de habeas corpus no STJ (Superior Tribunal de Justiça) para tentar impedir a prisão imediata do petista. A informação é da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

O argumento central da defesa, de acordo com a coluna, é que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) antecipou a execução da pena ao determiná-la antes da publicação do acordão do julgamento dos embargos de declaração apresentados pelos advogados.

Ainda seria possível apresentar novos embargos e por isso, segundo os advogados, a prisão de Lula ainda não poderia ocorrer.

Na madrugada de quinta-feira, o STF negou o habeas corpus preventivo pedido pelo ex-presidente.

O juiz Sergio Moro ordenou na quinta-feira que Lula se apresente à Polícia Federal em Curitiba até as 17h desta sexta. A decisão foi tomada após o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) autorizar a prisão.

Contudo, especulação na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde Lula e aliados passam a madrugada, é que o ex-presidente estaria cogitando aguardar a dimensão das manifestações no local durante a manhã e começo da tarde de sexta-feira para decidir se cumpre, ou não, a determinação de Moro de se apresentar à Superintendência da Polícia Federal no Paraná.

Lula foi condenado por Moro no caso do tríplex de Guarujá em julho de 2017. Em janeiro, os juízes do TRF-4 confirmaram a condenação e votaram por aumentar a pena do petista para 12 anos e um mês de prisão.

Fonte: Veja.

Defesa de Lula entra com novo habeas corpus no STJ para evitar prisão, diz jornal Defesa de Lula entra com novo habeas corpus no STJ para evitar prisão, diz jornal Reviewed by Augusto Urgente on 6.4.18 Rating: 5

Nenhum comentário

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Augusto Urgente, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.