recent

Decisão arquiva processo que apurava conluio de vereadores com empresários


Um processo que investigava a participação de vereadores em um esquema de recebimento de propinas em Mucuri, extremo sul baiano, ocorrido entre 2011 e 2012, foi arquivado pela Justiça. A sentença que arquiva o processo foi publicada nesta quinta-feira (8) no Diário da Justiça Eletrônico. 

À época, a Operação Caribe, desencadeada no final de 2011, prendeu seis vereadores: Carlos Gonçalves de Souza, o Tazinho (PSDB), Roberto Correia Bastos, o Nicó (PSC), Márcio de Jesus Machado, o Marcinho (PDT), Roberto Alves dos Santos, o Professor Roberto (PSC), Gisele Aparecida Seguro Gazzinelli (PTB) e Wilson Pereira Cabral (PR). 

A ação apurava corrupção ativa e passiva [com recebimento de propina] entre nove vereadores e empresários para aprovação de um conjunto imobiliário em Posto da Mata, distrito de Nova Viçosa, na mesma região. 

O arquivamento foi deferido pelo desembargador Jatahy Júnior, corregedor regional eleitoral. Na decisão, o magistrado isentou a juíza da 35ª Zona Eleitoral, Tarcísia de Oliveira Fonseca Elias, que estava à frente da Comarca, em 2013, de ter retardado a continuidade do processo.

Fonte: BN
Decisão arquiva processo que apurava conluio de vereadores com empresários Decisão arquiva processo que apurava conluio de vereadores com empresários Reviewed by Augusto Urgente on 8.3.18 Rating: 5

Nenhum comentário

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Augusto Urgente, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.