Ads Top

Ads Top
recent

ENGIE prioriza mão de obra local em obras de cluster eólico na Bahia


Os Complexos Eólicos Campo Largo e Umburanas constituem-se dois importantes investimentos que contribuem para o desenvolvimento do estado da Bahia e região representando aumento de arrecadação e incremento das atividades econômicas associadas à cadeia produtiva da geração eólica e prestação de serviços locais.

Os principais equipamentos a serem instalados, aerogeradores e torres, são fabricados no estado da Bahia garantindo a geração de emprego e continuidade da produção fabril em período de notória recessão econômica. 

Desde que iniciou as obras dos Complexos Campo Largo e Umburanas, a ENGIE tem incentivadoa contratação de mão de obra local.Dos mais de 1.200 contratados diretos pelas empresas prestadoras de serviços, até o mês de dezembro de 2017, aproximadamente 60% são de Umburanas e região.

Segundo o gerente de Projetos Eólicos da ENGIE, Marcio Neves, a tendência é que a mão de obra local aumente com a evolução das obras civis do Complexo Umburanas. “A contratação de profissionais varia de acordo com o andamento da obra e nível de especialização exigido. Sendo assim, nesta etapa civil as vagas para profissionais como pedreiros, carpinteiros, armadores, serventes, tendem a aumentar, enquanto na fase final do empreendimento a mão de obra selecionada é mais especializada”, informou.

Dentre as vagas ofertadas atualmente pelas empresas contratadas da ENGIE, serventes de obras, motorista de veículo pesado e auxiliar de serviços gerais são as atividades com maior número de contratados, seguidas de outras mais específicas, como operadores de máquinas, armadores e mecânico montador, entre outras.

“Todo processo de seleção é de total responsabilidade das empresas prestadoras de serviço, que contratam os profissionais a partir da análise de currículos, experiências e qualificações necessárias ao cargo, independente de indicação política ou de qualquer outra natureza”, destacou o gerente da obra Murilo Boselli, que confirmou o compromisso da ENGIE na fiscalização deste processo a fim de garantir uma maior empregabilidade local.

Para ampliar a qualificação e empregabilidade de pessoal da região a ENGIE também realizou em parceria com o SENAI cursos de capacitação de mão de obra local formando pedreiros, carpinteiros e armadores.

Fonte: Ascom/Engie
Foto: Ilustrativa

ENGIE prioriza mão de obra local em obras de cluster eólico na Bahia ENGIE prioriza mão de obra local em obras de cluster eólico na Bahia Reviewed by Augusto Urgente on 12.1.18 Rating: 5

Nenhum comentário

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Augusto Urgente, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.