PM se apresenta e alega legítima defesa ao atirar contra atleta de basquete

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

O policial militar Frederico Santos Costa, de 38 anos, suspeito de matar o atleta de basquete Ednei Moreira Bahia, 30, foi preso na tarde desta quinta-feira, 9, após se apresentar no Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), no bairro da Pituba, acompanhado de um advogado.

Segundo o delgado José Bezerra Junior, diretor do DHPP, o PM alegou legítima defesa em sua versão. “Frederico diz que foi ameaçado por Ednei e seus amigos, por isso acabou atirando no jogador”, disse Bezerra, por meio de nota divulgada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

Frederico possuía um mandado de prisão temporária pelo assassinato de Ednei, ocorrido na madrugada do último domingo, 5, no Rio Vermelho, em Salvador. De acordo com testemunhas ouvidas no DHPP, os dois discutiram por conta de um balde com cervejas numa boate, próximo ao Largo de Santana, por volta das 3h30 da manhã.
O desentendimento teria ocorrido no estabelecimento, mas o crime foi praticado do lado de fora, logo após Edinei e os amigos saírem do espaço. Em seguida, o policial perseguiu a vitima e deflagrou um tiro, que acertou Ednei no peito. O jogador chegou a ser encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu.

O policial, lotado na 15ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Itapua), passará por exame médico no Departamento de Polícia Técnica (DPT) e ficará preso no Complexo Penitenciário da Mata Escura. JN

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP