Justiça afasta pais de menino achado em cela com estuprador no Piauí

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

A juíza Maria Luiza de Moura Mello e Freitas, da Infância e Adolescência de Teresina, no Piauí, afastou os pais do garoto de 13 anos que passou a noite na prisão com um estuprador. Os pais não poderão ficar mais com o menino e outros três irmãos menores, a pedido do Conselho Tutelar. A decisão foi proferida nesta quarta-feira (4). A presença do garoto na cela foi descoberta no domingo (1º), quando agentes penitenciários repararam que um visitante não havia saído do presídio. Aos fazerem uma busca nas celas, descobriram o menino escondido sob a cama de José Ribamar Pereira Lima, condenado por dois estupros de vulnerável em Aroazes, ocorridos em 2008 e 2009. "Eles estão em situação de risco e vulnerabilidade social. Por isso ficarão em abrigos, afastados de seu lar, temporariamente", afirmou a juíza, ao jornal Folha de S.Paulo. O menino foi levado ao presídio pelo pai. Ele negou ter recebido dinheiro para deixar o filho com o preso. O pai alegou que José Ribamar é "compadre" e que não sabia que ele havia sido preso por estupro. "Ele me enganou e me disse que tinha apenas matado a mulher", afirmou.
Informações do jornal Folha de S.Paulo

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP