Cesare Battisti é detido sob suspeita de evasão de divisas quando tentava deixar o país

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

O italiano Cesare Battisti foi preso nesta quarta-feira em Corumbá (MS), na fronteira do Brasil com a Bolívia, sob suspeita de evasão de divisas ao tentar deixar o país. Segundo a Polícia Federal (PF), ele portava uma “quantia significativa em moeda estrangeira”, o que levou os agentes a detê-lo no momento em que saía do Brasil a bordo de um táxi boliviano.

Ameaçado por um novo pedido de extradição feito pela Itália, Battisti havia sido parado por uma blitz da Polícia Rodoviária Federal (PRF) pouco antes. Os policiais identificaram o italiano, que estava acompanhado por duas pessoas, e acionaram integrantes da PF. Eles, então, seguiram o veículo até a fronteira com a Bolívia, quando Battisti teria cometido o crime de evasão de divisas, caracterizado pela remessa de valores ao exterior sem declarar às autoridades.

A PRF e a PF não informaram oficialmente o valor que Battisti detinha no momento da detenção e nem se o italiano era monitorado. Fontes com acesso à investigação sustentam que o ex-ativista estava com 5 mil dólares e 2 mil euros — cerca de R$ 23 mil. As informações sobre o caso foram centralizadas na PF em Brasília, no momento em que há um pedido do governo da Itália ao presidente Michel Temer no sentido de rever a permanência concedida a Battisti pelo ex-presidente Lula. *As informações são de O Globo

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP