recent

Atualização da lista suja inclui 49 empregadores autuados por trabalho escravo

Quarenta e nove empresas foram incluídas na lista suja do Ministério do Trabalho, na qual constam empregadores autuados por trabalho análogo à escravidão. A lista com 132 nomes não foi divulgada oficialmente, em razão de portaria da pasta que estabelece novas regras para o combate à escravidão e restringe o acesso à lista. O programa Fantástico, da TV Globo, divulgou a lista suja após ter acesso ao documento. Entre as novas empresas que compõem a lista, a Diedro Construções e Serviços foi a quem mais registrou trabalhadores escravos, 173 imigrantes haitianos. Foram constatadas irregularidades como alojamentos sem condições de saúde e água potável, transporte de maneira sub-humana e retenção de documentos dos trabalhadores. A advogada que cuidou do caso se posicionou em nota, dizendo que houve ausência de adaptação dos haitianos ao labor e costumes do país, havendo com isso excesso de vigor por parte do Ministério Público do Trabalho. Os demais 83 empregadores já haviam sido autuados até o ano passado, entre os quais cinco baianos - todos da região da Bacia do Rio Grande. São eles: Associação Comunitária Cultural e Recreativa do Distrito Stela Dubois: Obra de construção de casas populares, no assentamento Vila PA, região do Beira Rio, zona rural de Santa Rita de Cássia; Helmuth Rieger: Fazenda Flor da Esperança, BA 462, km 27, Sítio Grande, Povoado de Estiva, zona rural de São Desidério; José Carlos Arrighi: Fazenda Barcelona, BR 262, povoado LAgoa do Oscar, 20 km, zona rural de Cristópolis; Marcondes Antônio Tavaes de Farias: Fazenda MF1, BR 242, km 830, à direita no sentido Luís Eduardo Magalhães, 16km, Barreiras; e Nelson Astor Pooter: Fazenda Novos Tempos I, BA 462, km 27, Povoado de Estiva, São Desidério. Segundo dados do MPT, entre 1995 e 2017, 52 mil brasileiros foram libertados da chamada escravidão contemporânea. A estimativa é que oturos 160 mil ainda vivam nessas condições.

Fonte: Bahia Noticias 
Atualização da lista suja inclui 49 empregadores autuados por trabalho escravo Atualização da lista suja inclui 49 empregadores autuados por trabalho escravo Reviewed by Augusto Urgente on 23.10.17 Rating: 5