Senado articula desobedecer ordem do Supremo e manter Aécio em atuação na casa

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

O Senado pode descumprir mais uma vez uma decisão do Supremo Tribunal Federal. Depois da decisão pelo afastamento de Aécio Neves (PSDB-MG) do Congresso Nacional e recolhimento noturno, senadores estudam a possibilidade de barrar a determinação da Corte.

De acordo com a colunista Cristiana Lôbo, do G1, senadores têm conversado sobre a possibilidade de submeter a comunicação do STF a votação no plenário, para aí ser rejeitada. "Alguém me diga onde está na Constituição essa possibilidade de afastar um parlamentar do mandato que eu me silencio", protestou o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). Desde quando foi anunciada a decisão da Primeira Turma do STF, senadores de vários partidos passaram a trocar telefonemas para avaliar o cenário político.

Alguns parlamentares avaliam que ao incluir o recolhimento noturno para Aécio, o colegiado criou uma situação análoga à prisão domiciliar. Caso semelhante aconteceu quando o Supremo decidiu pela prisão do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), em que houve debate rápido e o plenário acabou por confirmar a prisãod os enador em exercício do mandato. Renan Calheiros (PMDB-AL) e Romero Jucá (PMDB-RR), no entanto, questionaram a decisão.

Fonte: Bahia Notícias
Foto: Agência Brasil

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP