De olho nos mortos: Prefeitura de Salvador oferece cremação de graça e abre licitação de meio milhão

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Se para muitos a morte é sinal de alívio de dores e de problemas, por mais que seja temida pela grande maioria, o momento acaba sendo, além de dor, de muita preocupação e problema para os parentes. É que os serviços funerários, além de estarem cada vez mais caros, muitas vezes são complicados pela falta de espaço nos cemitérios da cidade. Um deles, o da Baixa de Quintas, teve a atividade suspensa pela falta de espaços. Isso forçou a Prefeitura Municipal abrir uma licitação para obras que somam meio milhão de reais.

Além da licitação, a prefeitura está incentivando a cremação, o que pode elevar a oferta de vagas, por mais que algumas regras sejam consideradas duras. Uma delas, prevê que o velório não pode passar dos 30 minutos antes da cremação do corpo.

A licitação é para a construção de 490 novas gavetas nos seis cemitérios sob a responsabilidade Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop). O valor para as obras é estimado em R$ 500 mil e o início dos trabalhos ocorrerá logo após o fim do processo. As novas “carneiras” beneficiarão os cemitérios de Brotas, Itapuã, Paripe, Periperi, Pirajá e Plataforma. A iniciativa se deve à grande demanda assumida pela Semop desde 2016, depois do fechamento do Cemitério da Quinta dos Lázaros, na Baixa de Quintas.

“Com o fechamento da Quinta dos Lázaros, toda a demanda foi assumida pelo município. Nos últimos anos, houve um aumento de 40% da busca por vagas nos cemitérios de Salvador, sendo necessária a construção de novos equipamentos. A previsão é que, até 2019, possamos construir mais 2 mil novas unidades nos seis cemitérios”, afirma o titular da Semop, Marcus Vinícius Passos.

Cremação

O serviço de cremação oferecido gratuitamente pela prefeitura ocorre em parceria com o cemitério Jardim da Saudade e tem capacidade para realizar até dois procedimentos diários. A cremação está disponível em todos os dias da semana e deve ser agendado diretamente com a secretaria, por meio do telefone 3322-1037. A aprovação do pedido leva em conta a comprovação de baixa renda por parte do requerente.

A oferta gratuita de cremação ainda é pouco explorada pelo soteropolitano. Em 2016, a Semop registrou somente 114 cremações. Entre janeiro e setembro deste ano, foram executados 180 processos de cremação pela Prefeitura. Fonte: Agora na Bahia.

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP