Melasma tem solução!

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

O Dr. Maurício Marques, da Clínica Mil Peles  explica as causas e tratamentos possíveis para o Melasma, doença de pele que acomete muitas mulheres e alguns homens na nossa região.

Quem tem Melasma sabe bem os transtornos emocionais e de auto-estima que essa mancha provoca, por isso irei falar um pouco sobre essa doença ( que apesar de não ter cura, tem excelentes opções terapêuticas para seu controle.)
O melasma trata-se de uma mancha acastanhada que acomete preferencialmente a face ( região da testa, acima das sobrancelhas, bochechas e região supralabial e queixo); é mais comum nas mulheres, nas pessoas com pele mais escuras ( latinos ), orientais e que tem uma predisposição genética. Contudo sabe-se que o gatilho para o melasma é a Luz ( radiação ultravioleta ); além de estímulos hormonais, pois sabe-se que a presença de receptores de estrogênio no melanócito ( célula que produz esse pigmento acastanhado, a melanina) é que estimula essa célula a gerar a mancha, por isso orientamos o uso de filtros solares em pacientes com melasma, inclusive dentro de casa, pois tela de computador, luz artificial em geral pode piorar ou desencadear um melasma. Outros fatores agravantes ou gatilhos para melasma são disfunções ovarianas e da tireoide. Outra dica importante é não se automedicar porque isso pode gerar piora do melasma e dificuldades no tratamento posterior.

Os pacientes com essa disfunção costumam ter algumas dúvidas, tentarei resumi-las a seguir:

- Qual o melhor tratamento para melasma?
Atualmente temos diversas opções de tratamentos para o melasma, porém esse tratamento varia de pessoa para pessoa, depende do tipo de melasma, do fototipo ( cor da pele do indivíduo ) do clima na cidade onde você mora, da sensibilidade da pele entre outros fatores.
Cremes com clareadores, despigmentantes e alguns ácidos específicos melhoram muito a pele de quem tem esse problema; procedimentos como peeling, Laser e microagulhamento promovem excelentes resultados, contudo o mais importante é seguir as orientações médicas, a mancha de algumas pessoas são mais resistentes e por isso demoram mais para responder a um tratamento, portanto o mais importante é o paciente ser disciplinado no uso dos produtos prescritos e na realização de procedimentos indicados.

-O melasma tem cura?
Não, ele não tem cura, ele tem tratamento que melhora a mancha porém em alguns momentos, principalmente se houver exposição solar ou exposição maior à luz artificial ( tela de computador, lâmpadas artificiais etc) o melasma escurece, daí é hora de intensificar os cremes de tratamento e filtro solar.

- Se eu usar filtro solar somente, meu melasma vai melhorar?
Provavelmente não. Ele tende a progredir, pois existem fatores hormonais relacionados à receptores de estrogênio que também podem piorar o melasma. Por isso o ideal é tratar, e manter o uso dos clareadores após o tratamento ( existem clareadores para fase de clareamento mais intensivo e fase de manutenção ).

- Peeling melhora o melasma?
Sim, mas existem combinações de acidos apropriados para cada caso, seu médico saberá indicar qual a melhor opção. Uma escolha equivocada pode piorar muito o melasma.

- Melasma causa câncer de pele?
Não, melasma é uma alteração pigmentar da pele que não tem relação com CA de pele. Sabe-se que existe relação com alterações tireoidianas e/ou disfunções ovarianas.

-Melasma só aparece na gravidez ?
Não, ele pode aparecer antes, durante ou após a gestação.

- Não tomo sol como posso ter melasma?
O melasma surgiu devido à exposição solar que você teve entre os 10 e 20 anos de idade, porém o efeito do sol é cumulativo gerando uma 'programação' para o aparecimento da mancha principalmente após os 25 anos.

Portanto procure um médico, ele é o profissional mais indicado para cuidar do seu melasma.

Clínica Mil Peles 
Jacobina ( 1 andar da Clínica Humana )
Telefone: (74) 3621-3689
WhatsApp: (74) 99196-6800

Capim Grosso
Avenida ACM n° 283, centro
Telefone: (74) 99196-6800

Dr° Maurício Marques
Médico graduado na Universidade Federal da Bahia
Médico pós graduado em dermatologia
( Faculdade de ciências médicas )
Atualização médica em dermatologia na universidade de Harvard Medical School
Membro do grupo brasileiro de melanoma e câncer de pele
Membro da Academia Brasileira de Dermatologia

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP