Justiça nega liberdade a tatuador e pedreiro acusados de tatuar e filmar menor

sábado, 8 de julho de 2017

A Justiça de São Paulo negou nesta semana, pela segunda vez, o pedido de liberdade provisória a dois réus acusados de tatuar um adolescente à força e filmar a tortura no último dia 9 de junho, em São Bernardo do Campo (SP). 

A informação foi confirmada por Marcos Antonio dos Santos, advogado do tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27 anos. Ele escreveu “eu sou ladrão e vacilão” na testa do menor, de 17 anos. O indeferimento do pedido também valeu para o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos – a primeira negativa foi em junho, ainda referente à decisão de primeira instância.
Fonte: Bahia Notícias. 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP