Policiais condenados por matar detento em Porto Seguro continuam em liberdade

sábado, 17 de junho de 2017

Policiais condenados por matar detento em Porto Seguro continuam em liberdadeOs policiais Otávio Garcia Gomes, Joaquim Pinto Neto e Robertson Lino Gomes, condenados pela Justiça por causa do espancamento e morte de um detento em Porto Seguro, seguem em liberdade e vão recorrer à decisão judicial. Conforme laudo médico, o presidiário Ricardo Santos sofreu traumatismo craniano em decorrência de agressões em julho de 2012. A polícia apontou que um filho de um dos policias participou do crime, Murilo Bouson de Souza Costa, também condenado pela Justiça, no dia 9 de maio deste ano. De acordo com informações do G1, Otávio e Robertson foram condenados a 16 anos de prisão; Joaquim teve pena de seis anos de reclusão. Já o filho do policial Robertson, Murilo Bouson, foi condenado a 14 anos. O juiz responsável pelo caso interpretou que os réus não oferecem riscos à sociedade e vão aguardar o julgamento do recurso em liberdade. Os envolvidos chegaram a ficar presos por um ano, mas os advogados conseguiram entrar com recurso para que respondessem em liberdade. Todos os policiais foram exonerados, fato também questionado pelo advogado de defesa. A polícia apontou como provas que as imagens de câmeras mostraram os acusados carregando o detento, no dia 14 de julho de 2012, para o lado externo da delegacia e um dos envolvidos aparece com um pedaço de madeira na mão. 
Informações do G1 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP