Mônica Moura afirma que caixa 2 para campanha de Dilma foi acertado com Mantega

terça-feira, 2 de maio de 2017

Mônica Moura afirma que caixa 2 para campanha de Dilma foi acertado com MantegaEm outro trecho de seu depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a publicitária Mônica Moura implicou o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega. Ela afirmou que em uma terceira reunião para definir o pagamento da campanha eleitoral de 2014 ficou acertado que o valor seria repassado a seu marido e também publicitário, João Santana, por meio de caixa dois tratado diretamente pelo ministro. O depoimento ao qual o G1 teve acesso foi concedido ao ministro Herman Benjamin, no âmbito do processo de cassação da chapa Dilma-Temer. Mônica contou que, na ocasião, Mantega decidiu que a "parte por dentro" [repasse registrado no TSE] fosse tratada com Edinho Silva, atual prefeito de Araraquara e tesoureiro da campanha e quanto a "parte por fora", Mantega a encaminhou para conversar com a Odebrecht. Ela acrescentou que já tinha contato na empreiteira para resolver o assunto. Nesse depoimento, a marqueteira explicou que o valor acertado foi de R$ 105 milhões, sendo R$ 70 milhões pelo caixa oficial da campanha e outros R$ 35 via caixa dois. A defesa do ex-ministro, preso desde setembro do ano passado, nega as acusações. Veja trechos do depoimento. BN

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP