Saneamento básico: 34,7% dos domicílios estão fora da rede de esgoto

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Saneamento básico: 34,7% dos domicílios estão fora da rede de esgoto
Levantamento da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) aponta que 34,7% dos lares no país estavam fora da rede de esgoto em 2015, o que equivale a 69.2 milhões de pessoas sem acesso a esgotamento sanitário. "Hoje, as escolas brasileiras tê, mais acesso à Internet (41%) que a esgoto (36%). Não que não seja importante, mas mostra bem as prioridades do país", afirma o presidente da Abes, Roberval Tavares, em entrevista ao portal UOL. O estudo da entidade fez um comparativo entre 2008 e 2015 e verificou que a cobertura aumentou 6 pontos percentuais, passando de 59,3% para 65,3%, o que corresponde a 10,3 milhões a mais de pessoas atendidas pela rede de esgoto. O saneamento básico inclui ainda outros dois itens: abastecimento de água, que alcançou 85,4% dos domicílios em 2015; e coleta de lixo, que tem o melhor índice: 89,8% das residências. Os números significam, no entanto, que ainda restam 29 milhões de pessoas sem acesso ao abastecimento de água por rede, e 20,5 milhões sem coleta de lixo. Há ainda diferenças entre as regiões do país. O Sudeste lidera a cobertura do saneamento básico com 88,6% dos domicílios ligados à rede de esgoto, seguido do Sul (65,1%), Centro-Oeste (53,2%), Nordeste (42,9%) e Norte, com apenas 22,6%. A distinção é percebida também no quesito abastecimento de água: o Sudeste também está à frente com 92,2% dos lares atendidos contra 60,2% do Norte.

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP