Quatro filhos de policiais estão entre os mortos da chacina em Porto Seguro

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Das oito vítimas de uma chacina em Porto Seguro, no Extremo Sul da Bahia, na noite deste domingo, 5, quatro são filhos de policiais. Os irmãos Vinícius e Victor Bispo são filhos de um policial civil. Vinícius era cabo de Aeronáutica. Outra vítima foi identificada como Igor Lélis, 22 anos, que era filho de um policial militar. Segundo o site Radar 64, há outro filho de um PM entre as vítimas.

Mais três jovens mortos tiveram os nomes revelados. São eles: Felipe Ricardo Lopes Borges, 27 anos, Gabriel Lobo, 22 anos, e Caio Lancaster, 21 anos. Não há informações se o parentesco dos mortos com policiais teria relação com o crime, que ocorreu em uma “festa paredão”.

O imóvel onde o crime aconteceu era alugado para realização de festas e já tinha sido alvo de bandidos em dezembro de 2016. De acordo com o major Anacleto França, comandante do 8º Batalhão, criminosos atiraram na fachada da casa.

As vítimas participavam de uma festa em uma casa no bairro Porto Alegre I, quando o imóvel foi invadido por cerca de 10 homens. Eles atiraram contra as vítimas e alguns corpos foram achados do lado de fora do imóvel, indicando uma tentativa de fuga do atentado.

Há relatos de que os criminosos usavam armas pesadas, como fuzil e metralhadora. Eles fugiram após o crime e não foram identificados. A caminhonete usada na fuga foi encontrada abandonada nesta segunda, 6, dentro da cidade.

Além dos mortos, um homem também ficou ferido na ação e foi levado para o Hospital Luís Eduardo Magalhães. O estado de saúde dele é considerado crítico.

Reforço
Por conta deste crime na “festa paredão”, o policiamento foi reforçado em Porto Seguro. Equipes da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis) estão nas ruas do bairro. Também foram encaminhadas unidades especializadas da PM para o município com o objetivo de tentar prender os envolvidos na chacina.

“Estamos ouvindo testemunhas e apurando as informações colhidas com populares. Sabemos que as vítimas participavam de uma festa na orla da cidade, quando decidiram voltar para a residência onde aconteceram os crimes”, contou o responsável pela 23ª Coorpin, delegado Moisés Damasceno.

Informações sobre este crime podem ser comunicadas pelo telefone 181 (Disque Denúncia do interior).
Fonte: A Tarde. 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP