Igreja da Austrália teve 4.400 denúncias de pedofilia, mas nunca foi investigada

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Igreja da Austrália teve 4.400 denúncias de pedofilia, mas nunca foi investigadaAutoridades ligadas à Igreja Católica da Austrália foram alvo de 4.444 denúncias de pedofilia entre 1980 a 2015. De acordo com a revista Veja, contudo, os casos nunca foram investigados. O número está no relatório da Real Comissão sobre Respostas Institucionais para Abusos Sexuais de Crianças, organizado pelo governo australiano. Dados divulgados nesta segunda-feira (6) apontam que algumas dioceses tinham mais de 15% dos padres acusados e que 7% dos sacerdotes católicos foram acusados de abusar crianças entre 1950 e 2010. Entre os acusados, estão institutos de educação da Austrália geridos por ordens católicas, os maristas. Um deles, segundo a investigação do governo, chegou a ter 40% dos religiosos envolvidos em casos de pedofilia. A maioria das vítimas eram meninos, com idade média de 10 anos. Dos 1.880 acusados de abuso de menores, 90% eram homens. 
Infirmações da revista Veja

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP