Rui Macedo é acusado de “torrar” recursos de precatórios do Fundef

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Na última segunda-feira (2), o prefeito Luciano Pinheiro (DEM), tomou um susto quando viu o estrato da conta corrente número 049644 da agência do Banco do Brasil de Jacobina. O gestor estava crente que, na referida conta, estariam depositados muitos milhões de reais. Afinal, era nesta conta que deveriam está parte de um total de cerca de R$ 42 milhões de reais, oriundos de precatórios do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério). Mas, para surpresa da equipe de finanças da prefeitura de Jacobina, só havia R$ 1.795.322,44, conforme extrato bancário no qual teve acesso o blog Jacobina 24 Horas.

“Fiquei surpreso, porque o próprio prefeito havia afirmado publicamente, através de entrevista a uma emissora de rádio local, que deixaria uma boa parte dos 42 milhões para o futuro governo, chegando a citar que seria entre 15 ou 20 milhões. Porém, para a nossa perplexidade, só encontramos em conta pouco mais de um milhão e setecentos mil reais”, afirma o prefeito Luciano da Locar.

No dia 26 de dezembro, o então prefeito Rui Macedo já havia sido denunciado pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que o acusou de “fazer farra com dinheiro federal”.

Na época, ouvido pelo jornal A Tarde, Rui Macedo disse que ainda não havia sido notificado da denúncia do tribunal. “Acho pouco provável (a denúncia). De qualquer forma, ainda não fui notificado”, declarou.

Na tarde desta quarta-feira (3), o Jacobina 24 Horas não conseguiu falar com o ex-prefeito Rui Macedo, mas aguarda ouvi-lo nas próximas horas sobre os fatos narrados na matéria.
Fonte: Jacobina 24h.

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP