Odebrecht aponta que dona da Itaipava intermediou pagamento de propina, diz revista

sábado, 17 de dezembro de 2016

Odebrecht aponta que dona da Itaipava intermediou pagamento de propina, diz revistaO grupo Petrópolis, dono da cerveja Itaipava, também pode estar na lista das envolvidas no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato. De acordo com a revista Istoé, delações feitas por executivos da Odebrecht apontam que a cervejaria, sob comando do empresário Walter Faria, era “parceira” da empreiteira na distribuição de propina para políticos. Uma das planilhas apreendidas pela Polícia Federal com o diretor-presidente da Odebrecht, Benedicto Barbosa Júnior, teria a palavra manuscrita “Itaipava” ao lado do nome do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB). Na campanha de 2014 de Pezão, o grupo Petrópolis doou R$ 6,6 milhões ao comitê de campanha do PMDB do Rio e outros R$ 4 milhões para a direção estadual do partido. Os detalhes sobre a forma de operação da cervejaria para a intermediação dos pagamentos ainda serão descritos nos próximos dias. Porém, os executivos teriam colocado sob suspeita a construção de três fábricas do grupo, feitas pela Odebrecht na Bahia, Mato Grosso e Pernambuco. As obras seriam uma “moeda de troca” pelo pagamento de propina, em que a empreiteira cobraria valores menores do que o custo real. Procurado pela procuração, o grupo Petrópolis afirmou que “fez exclusivamente doações eleitorais legais e devidamente registradas no TRE”, mas não comentou se as doações foram determinadas pela parceria com a Odebrecht.
Informações da revista Istoé

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP